quinta-feira, 10 de março de 2011

Meditação dia 09 de março de 2011.

“Mulheres que amam demais freqüentemente dizem a si mesma que o homem com quem estão envolvidas nunca foi verdadeiramente amado antes, nem pelos pais, nem pelas ex-esposas ou ex-namoradas. Nós o vemos assim tão magoado e prontamente assumimos a tarefa de compensar tudo que estava faltando na vida dele antes de o conhecermos. Tomamos sua indisponibilidade emocional, ou raiva, ou depressão, ou crueldade, ou indiferença, ou violência, ou desonestidade, ou dependência, por sinais de que não são o suficientemente amados. Confrontamos nosso amor com seus defeitos, suas fraquezas e até mesmo sua patologia. Estamos determinadas a salvá-lo usando o poder do nosso amor.”

Do Livro Meditações para Mulheres que Amam Demais- Robin Norwood

Nenhum comentário:

Postar um comentário